Links comentados II

Declaração do gênio do Acre na volta para casa: “Eu desenvolvi uma teoria cosmogônica sobre como funcionava o universo através das experiências visuais que eu tava passando e essa linha vermelha ela chama barreira potencial de finitude”. Cosmogonia significa “origem do universo”, não “mecânica do universo”; “barreira potencial da finitude” não quer dizer nada, e a frase é gramaticalmente horrível. Cada país tem o gênio que merece.

Um certo flockoflambs decidiu interpretar os deuses lovecraftianos como alegorias para crenças sociais e impulsos irresistíveis da humanidade, semelhante à identificação de Moloch com o problema da coordenação. Não li tudo, e não sei o quão interessante isso pode ser depois da descrição de Moloch e Gnon; mas quem sabe surge ali algum ensaio inspirado?

Página decididamente feminista afirma que os “pais incríveis” na verdade não fazem quase nada perto do que as mães fazem, e tenta prová-lo através de uma lista hilária de coisas com as quais nenhum pai se preocupa. Entre os itens, estão coisas como ler blogs sobre introdução alimentar (!), pensar no tema da festa de aniversário (!) do filho com seis meses de antecedência (!!!), e comprar o livro de pediatria da moda. A página parece achar que não fazer essas coisas é ruim, por alguma razão; e eu, de minha parte, fico extremamente aliviado ao constatar que 99% dos pais e 95% das mães não acham esse tipo de bobagem essencial à tarefa de criar os filhos.

Atentado terrorista mata 14 e deixa mais de 130 feridos em Barcelona. Os terroristas eram muçulmanos, como sempre, mas desta vez há outra coisa a mencionar: a Justiça espanhola havia se recusado a extraditar o mentor dos ataques em 2015 quando ele foi preso por tráfico de drogas. O tribunal considerou que Abdelbaki es Satty não era perigoso e estava tentando integrar-se ao país! Eu pergunto a mim mesmo quantos crimes horrendos não se poderia prevenir se nós apenas não nos recusássemos a aplicar os rigores das leis que já temos para punir os criminosos logo na primeira vez que eles delinqüem.

Mulher reencontra anel de noivado em cenoura; ela o havia perdido 13 anos atrás ao trabalhar na horta!

Depois que um juiz barrou (irregularmente, segundo dizem e segundo acredito) a entrega do diploma de doutor honoris causa a Lula pela UFRB, um grupo de universitários da instituição resolveu presenteá-lo com um diploma de mentirinha… que continha erros de português. Não deixa de ser bastante ilustrativo da qualidade das instituições de ensino superior criadas por Lula (A Universidade Federal do Recôncavo Baiano foi criada – ou melhor, desmembrada da UFBA – em 2006), e do tipo de “dicente” que por lá se encontra.

Professora de português é brutalmente agredida por aluno de 15 anos do EJA em Indaial, SC, por tê-lo mandado pôr o livro sobre a mesa (!). Lendo as postagens no Facebook da distinta senhora, descobrimos que trata-se de uma militante petista que posta isto, isto, mais isto, e isto, e ainda isto. Ah, claro, e isto, isto, isto, isto, isto. Como ela fechou o perfil após a repercussão negativa (o pessoal não perdoou…), deixo aqui os prints principais:

marcia friggi prints
À esquerda, a postagem em que a professora relata a agressão injustificável que sofreu; à direita, a mesma professora justificando a agressão ao outros… (prints de mais de uma fonte)

Que fique claro: ela não mereceu ser agredida, independente das idéias que apóia e das noções tortas que tem sobre o emprego da violência. O criminoso aqui é exclusivamente o anjinho de quinze anos que achou por bem espancar a professora simplesmente porque quis. Só acho importante também apontar a incoerência do discurso de uma mulher que acha justo sair na porrada porque “tem muita gente merecendo um olho roxo”, mas acha injusto que os outros lhe dêem porrada. Seria bom que ela aprendesse, após este episódio, que justificar a violência particular contra uns implica em justificá-la contra todos, mesmo que não seja essa a intenção. Mas não vai aprender; pela entrevista nojenta que ela deu à rádio gaúcha (ver comentário aqui) – em que a ouvimos toda prosa, com ar triunfante, fazendo discurso político e desligando na cara do repórter quando pega em um assunto difícil – já ficou bem claro que ela é uma militante esquerdista bitolada mesmo.

Chico Buarque, o bem-amado da militância, agora está sendo acusado de machismo. Motivo: a letra de sua nova música, “Tua Cantiga”, falaria em abandonar a mulher e ficar com a amante. Podem rir, é isso mesmo: os movimentozinhos sociais já chegaram ao ponto de exigirem recato e respeito aos bons costumes dos compositores, tal qual os censores mequetrefes do período militar. Aliás, a resposta zombeteira que ele deu à acusação levaria qualquer um com menos cacife a perder o emprego e ser massacrado online. Mas ele é o Chico, o artista de esquerda por excelência… então ele pode. No final, quem é do clubinho pode tudo; é o resto dos mortais que não pode nada.

Stephen Kanitz é contra a privatização da Eletrobrás, alegando que não vale a pena vender 100% do patrimônio agora, na baixa, na bacia das almas. Parece que ninguém o avisou que a tal “privatização” da Eletrobrás NÃO é a venda de 100% das ações do governo, e sim a emissão de mais ações para que a participação do governo caia para  48%. O governo está fazendo o que ele sugeriu, e ele está criticando sugerindo a mesma coisa!

A propósito, vai ter privatização até da Casa da Moeda, eeeba! Não, isso não é mentira, e também não é nenhum absurdo.

Em caravana pelo nordeste, Lula sobe no palanque junto com Renan Calheiros. Já começaram os malabarismos para justificar a aliança da alma mais honesta do Brasil com o mais notório malandro do Brasil.

A propósito, Lula afirmou durante sua visita a Pernambuco que o aumento dos homicídios no estado se deu por conta do aumento da pobreza. Ou, como resumiu a Caneta Desesquerdizadora no Facebook: Lula disse que pobres são bandidos. Falta o doutor Lula explicar como é possível a taxa de homicídios ter aumentado em todos os estados do Nordeste, exceto Pernambuco, durante os anos de governo do PT. Por acaso, ao contrário do que Lula diz, esses lugares ficaram mais pobres durante o Governo do Povo™?

Inês Brasil, a dos infinitos memes, tirou uma foto com Jair Bolsonaro. Segundo a (até então) musa da comunidade LGBTQ, um segurança do folclórico deputado lhe pediu que fosse tirar a foto, e ela foi, porque, segundo a própria, ela PODERIA TER DITO NÃO MAS EU SOU A FAVOR DO AMOR E QUANDO UNS RESPONDEM COM ÓDIO EU RESPONDO COM AMOR E SEMPRE RESPONDEREI. Os mui compreensivos fãs (que gritam contra o ódio e pedem mais amor por favor) estão descascando a ex-musa na publicação.

Lembrando que, recentemente, Pepê e Neném – negras, periféricas, lésbicas, e ex-pobres – declararam apoio a Jair Bolsonaro (diferente de Inês Brasil, que só tirou foto e disse não apoiar político nenhum), e também sofreram ataques dos mesmos militantes que minutos antes juravam amá-las pelo que elas eram. Eu não acho que Bolsonaro tenha muita chance de ser eleito presidente – mas com essas demonstrações de apoio espontâneas vindas de onde menos se espera… eu tenho que admitir que a possibilidade existe.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s