A defesa de Lula diga o que quiser…

…mas recibos de pagamento de aluguel datados de 31 de junho e 31 de novembro (!), recibos com erro de grafia (“São Bernanrdo”), recibos datados de domingos e feriados (incluindo um emitido quando Lula estava de férias), e recibos com a mesma data de vencimento com quitação em dias diferentes não fazem ninguém acreditar na inocência do ex-presidente. Ainda mais quando, pelo que consta, tudo foi supostamente pago em dinheiro vivo e nada tem registro em cartório.

Se, como diz a defesa,

Pela lei, bastaria à Defesa ter apresentado o último recibo com reconhecimento de quitação, sem qualquer ressalva de débitos anteriores, para que todos os demais pagamentos fossem considerados realizados. É o que estabelece o artigo 322, do Código Civil. Mas a Defesa apresentou todos os recibos a que teve acesso, a fim de afastar qualquer dúvida.

…então deveriam ter se restringido a apresentar o último recibo, sem adicionar todos esses papéis esquisitos que trazem mais dúvidas do que afastam.

É possível sim que tudo isso seja só um monte de erros grosseiros mas inocentes, mas o conjunto tem forte aparência de fraude.

(Vejam as reportagens do G1 e do Antagonista para mais informações. O contrato e os recibos estão neste link)

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s